Um roteiro de beleza pra você fazer um dia de spa em casa

spa

Com a agenda cada vez mais lotada, está cada vez mais difícil reservarmos uma tarde pra cuidar do corpo e mente num salão de beleza ou spa, né? Mas, não precisa desanimar. Você merece esse tempo só pra você e, pensando nisso, eu separei um roteiro de beleza bem fácil de seguir em casa. A ideia é que você escolha um dia da semana – domingos são perfeitos para isso – para fazer um spa caseiro a fim de relaxar, ficar ainda mais bonita e, de quebra, renovar as energias. Bom, né? Anoite aí!

9h: Tem o costume de acordar cedo? No seu dia de spa caseiro você não só pode, como deve se dar ao luxo de sair da cama às 9h. Com calma, tome um bom café da manhã sem exagerar nas calorias. Que tal um pão integral, frutas secas e queijo branco? Dessa forma, você inclui as fibras no cardápio, melhorando o funcionamento do intestino e na aparência da sua pele.

9h-10h: O dia está bonito? Aproveite esse horário para fazer uma corrida ou caminhada. Use roupas leves, tênis, boné e muito protetor solar. Assim, você estimula a produção de vitamina D, melhora o funcionamento cardíaco e respiratório. Não se esqueça de levar uma garrafinha de água para se manter hidratada e deixe o celular em casa. A ideia é relaxar, lembra?

10h: Tome um bom banho com água morninha, usando um sabonete perfumado ou sais de banho. Se tiver banheira em casa, ainda melhor! Coloque sua música favorita, use fones de ouvido e aproveite esse tempo para relaxar.

Depois, aproveite para lavar o cabelo e passar uma máscara hidrante nos fios. Com o corpo ainda molhado, passe uma boa camada de óleo corporal e então, vista um roupão confortável.

11h: Se bater uma fome, faça um lanche leve. Iogurtes e frutas são uma boa pedida. Aproveite para meditar, fazer exercícios de meditação ou yoga até a hora do almoço. Se tiver uma horta caseira ou jardim, esse pode ser um bom momento de cuidar do seu cantinho – a prática é bem relaxante!

12h: No dia do seu spa caseiro, cozinhar não deve ser uma obrigação. Agora, se a atividade é uma prática prazerosa pra você, use o momento para abusar da criatividade e inventar receitas diferentes. Comece preparando uma salada fresca e opte por um filé de frango ou peixe grelhado. A ideia desse spa é, não apenas cuidar da beleza, como da saúde também. Lembra? Pra relaxar ainda mais, tome uma taça de vinho branco ou tinto. A escolha vai depender do seu gosto ou do que melhor combinar com o seu prato.

13h-15h: Agora, uma hora todinha dedicada à beleza. Comece cuidando dos pés, colocando um pouquinho de esfoliante e massageando as regiões ressecadas e endurecidas. Espere 40 minutos e, então, retire o creme com água morna. Enquanto espera, vale a pena ler um bom livro, assistir sua série favorita ou até tirar um cochilinho.

Depois, passe um hidratante em todo o corpo de acordo com o seu tipo de pele (oleosa, seca, normal) pressionando a pele em movimentos circulares. Assim, você ajuda a aliviar os pontos de tensão resultados do stress do dia-a-dia. Então, dê atenção às regiões do rosto, mãos e colo, aplicando cremes ou até um anti-idade de acordo com a necessidade de cada área.

Finalize seu spa caseiro com uma pausa para um lanchinho natural ou uma porção de salada de frutas e, então, organize-se para fazer as unhas. Escolha uma cor bem bonita, cuide da região das cutículas e esmalte pés e mãos, sem pressa.

É isso! Seguindo esse cronograma à risca, você ainda vai ter a tarde e noite livres para colocar os assuntos da casa e o trabalho em dia, mas se sentindo mais relaxada, saudável e, é claro, linda!

Se possível, tente fazer desse hábito uma rotina mensal, afinal, você merece, né?

Beijos,
Selene Ferreira

O esmalte não está durando? Veja cinco possíveis motivos!

esmalte

Tem sentido que a esmaltação das suas unhas não tem durado quase nada? O problema pode estar não apenas no modo como você aplica o esmalte, mas também na maneira como você prepara suas unhas.

Abaixo, separei os motivos mais comuns para o seu esmalte não estar durando. Fazendo algumas alterações na rotina, você vai ver como suas unhas pintadas vão durar muito mais. Anote aí!

Suas unhas não estão bem limpas
Não adianta, assim como uma pele suja e oleosa não consegue fixar a maquiagem por muito tempo, se as unhas não estiverem limpinhas antes da esmaltação, não haverá esmalte que aguente. Por isso, lave bem as mãos para remover a oleosidade excessiva e, depois de amolecer as cutículas, passe um pouco de acetona em um algodão e aplique apenas no contorno para tirar resíduos do creme. Só então comece a esmaltar, começando sempre com uma base fortalecedora.

Você não se preocupa com a temperatura
Assim como a limpeza, a temperatura das mãos também influencia no resultado final da sua esmaltação. Sabia que mãos muito quentes foram bolinhas sobre o esmalte? Quanto mais quente estiver a pele, maiores as chances de formar bolhas de ar que vão levantar as camadas de esmalte por dentro. O ideal é mergulhar as mãos em um pote de água fria antes de aplicar o produto, principalmente em dias mais quentes.

Você exagera na quantidade
Quanto mais camadas de esmalte você aplicar, mais fácil será para suas unhas lascarem já que elas se tornam muito maleáveis e sujeitas a danos externos. A camada  precisa ser fina para que ela dure pelo menos uma semana. Na hora de fazer o acabamento, use o pincel sempre deitado e passe o esmalte da raiz a ponta das de maneira contínua, mas sem encostar as cerdas na unha.

Você esquece de selar as pontas
Não se esqueça que o esmalte deve ser aplicado até o final das suas unhas, envolvendo inclusive as pontas para que ele não lasque com facilidade. Se você achar mais fácil passe o pincel de lado, como se fosse fazer uma francesinha. Só tome cuidado com o excesso: quanto mais fina a camada de esmalte, melhor!

Você deixa sobras do esmalte embaixo das unhas
Eles parecem inofensivos, mas aqueles restinhos de esmalte embaixo das unhas são um dos principais responsáveis pelas pontas das unhas descascarem mais rápido. Por isso, tanto na primeira, quanto na segunda camada, não se esqueça de limpar esses excessos a fim de remover todo o acúmulo.

E se você faz trabalhos domésticos todos os dias, sabe como eles prejudicam (e muito!) as unhas esmaltadas. Por isso, lembre-se sempre de usar uma luva de limpeza na hora de lavar louças ou limpar a casa.

Pra terminar: atenção a temperatura da água e o tempo no banho. Quanto mais tempo embaixo do chuveiro, mais a pele em volta das suas unhas vai ficar amolecida, dissolvendo também a fixação do esmalte.

Beijos,
Selene Ferreira

Mulheres estão mais insatisfeitas que os homens, diz pesquisa! Entenda as principais causas

mulher-insatisfeita-com-revista-1465311240513_v2_1024x768

Não é segredo que, ao cuidarmos da nossa saúde, bem-estar e da beleza do corpo e rosto, exteriorizamos o que trazemos de bom e saudável dentro de nós. Por isso, resolvi dividir com vocês o resultado de uma pesquisa realizada pela Abbott em parceria com o Instituto de Pesquisa e Inteligência de Mercado da Abril que visava explicar porque os brasileiros estão tão insatisfeitos com a vida que levam hoje.

Sabia que, dos cinco mil entrevistados, entre homens e mulheres, acima de dos 20 anos, das classes A, B e C e provenientes de todos os estados brasileiros, apenas 10% se declararam totalmente satisfeitos com suas vidas? Ainda assim, 52% afirmam ser felizes, mas sempre com um “apesar de…” em seguida. Acha que a questão financeira é o principal motivo de reclamação? Engana-se!

De acordo com a pesquisa, a maioria dos totalmente satisfeitos é formada por homens (45%), com idade média de 41 anos. Eles são casados (73%) e estão mais felizes com a vida familiar (77%), afetiva (73%) e espiritual (63%). Já, no time dos insatisfeitos, a maioria é composta por mulheres (58%), na faixa dos 34 anos e têm na falta de motivação e na vida profissional as principais queixas de seu descontentamento, com 56% e 53% de peso, respectivamente.

E sabe o que isso tem a ver com a saúde? Tudo, uma vez que é da insatisfação que vem a ansiedade e a depressão. “A pesquisa traduz muito o dia a dia da mulher que ainda está em busca da ascensão profissional, da igualdade e do equilíbrio entre vida familiar e afetiva”, explica Andréa Costa, Diretora de Inteligência de Mercado, responsável pelo estudo realizado. Os dados nos levam a pensar que ainda temos muito a conquistar para nos sentirmos plenas. Estudar mais, nos qualificar mais.

Dessas mulheres, 63% estão extremamente insatisfeitas com o estresse do dia-a-dia e sentem necessidade de administrar melhor seu tempo. Segundo a pesquisa, as áreas que mais determinam uma vida plena são: o convívio familiar (86%), o cuidado com a saúde (77%), a vida social (74%), a profissional (74%) e a afetiva (71%). A falta de dinheiro (60%) e de tempo (43%) é o que mais dificulta essa conquista, segundo o estudo. Problemas com dinheiro são mais aparentes entre as mulheres, que também estão mais descontentes em relação à vida amorosa, à carreira e com a aparência do corpo.

Mas, calma, a pesquisa também apresentou boas notícias! As mulheres, apesar de mais insatisfeita do que os homens, têm mais esperanças que ele de que sua vida melhore. Ou seja, ela sabe que precisa fazer algo a respeito e que pode conseguir mudar seu futuro se o quiser.

Os principais sonhos apontados para o futuro são: viajar mais (79%) e ter uma saúde plena (71%). Já o grande desafio, para 53%, é vencer o sedentarismo, seguido do estresse (46%), do despreparo físico (44%) e do sobrepeso ou obesidade (43%).

A conclusão? Essa pesquisa serve como um bom ponto de partida para que a gente se questione sobre o que dá pra gente melhorar no nosso dia-a-dia. Vamos mudar algumas atitudes? Acordar mais cedo, melhorar a alimentação, praticar exercícios físicos ou até incentivar aquela sua amiga preguiçosa a fazer uma caminhada com você no parque. O resto, vem naturalmente, afinal, com equilíbrio na saúde física, melhoramos também emocionalmente e conseguimos vencer novos desafios pessoais e profissionais. Bom, né?

Beijos,
Selene Ferreira

*Dados da pesquisa: www.vidaaomaximo.abbott

Outros 3 perfis do Eneagrama pra você se identificar! Qual é o seu?

por Cynthia Benini

C-2JwSiVoAA1-rp

Olá, empreendedoras!!
Como tem sido seu processo de estudo e identificação sobre os perfis de personalidade?

Neste episódio falamos sobre Eneagrama. É a parte final do nosso conteúdo sobre o assunto e vamos conhecer os três últimos perfis desta metodologia milenar que te ajuda a descobrir o seu perfil de personalidade assim como de outras pessoas também.

No primeiro episódio sobre o assunto falamos sobre os eus de personalidade no centro físico (O Perfeccionista, O Confrontador e O Preservacionista), depois falamos sobre os eus de personalidade no centro emocional (O Prestativo, O Romântico e O Bem sucedido) e hoje, abordaremos em entrevista com Khristian Paterhan, sobre os últimos eus de personalidade no centro intelectual (O Observador, O Sonhador, O Questionador).

Aperte o play e confira!

Me conte seu perfil de personalidade, ok?

Te espero em breve!! Até lá!!

3 sugestões de livros para quem quer inserir a política na vida das crianças

IN_charge_at_home.original

A situação política atual tem dividido opiniões. Não é à toa que o número de participantes cresce a cada manifestação. Os atos, porém, podem causar dúvidas e estranhamentos na cabecinha das crianças que ainda não sabem como se posicionar.

Debater o assunto em casa e explicar o motivo das manifestações é importante, mas antes de permitir que as crianças participem ativamente dessas atividades – o que pode ser estressante, confuso e até perigoso – uma boa maneira de introduzir a política na vida dos pequenos até através da literatura.

Muitos autores têm trabalhado com a incrível missão de educar as crianças politicamente a fim de darem a elas maior embasamento quanto às questões sociais e econômicas do país, mas sempre priorizando a importância do convívio em sociedade, exercendo a civilidade e a prática democrática.

Dá uma olhada nessas três sugestões abaixo. A leitura é fácil, o assunto é exposto de maneira leve e seus filhos vão adorar, tenho certeza!

1. Quem manda aqui? – Um livro de política para crianças | Larissa Ribeiro, André Rodrigues, Paula Desgualdo e Pedro Markun.

capa_qma_site2No dia a dia, as formas de organização política estão em toda parte, da diretora da escola ao dono do brinquedo. Este projeto fala sobre as diversas formas de controle e poder e é fruto de seis oficinas realizadas com crianças, em que foram compartilhadas, de uma maneira bem divertida, noções sobre modos de governar e tomar decisões.

2. Ensinando política a crianças e adultos |Rubem Alves

1144033-350x360-247683Como são feitas as eleições, o que é a democracia, como se forma o congresso e para que serve uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI): esses são alguns dos temas explicados a partir de analogias e citações históricas, que facilitam o entendimento, tanto de gente grande como dos pequenos.

3. Malala, A Menina que Queria Ir Para a Escola | Adriana Carranca

download

“Como jornalista, me interessa mais quem é a Malala antes de ser uma figura pública”, diz a autora. No primeiro livro-reportagem destinado ao público infantil, Adriana Carranca relata às crianças a história da adolescente paquistanesa Malala Yousafzai, baleada por membros do Talibã aos catorze anos por defender a educação feminina. Na obra, a repórter traz suas percepções sobre o vale do Swat, a história da região e a definição dos termos mais importantes para entender a vida desta menina tão corajosa. Uma opção bacana para ensinar aos baixinhos o que é ter uma ideologia e lutar por uma causa.

 Sugestões anotadas?

Beijos,
Selene Ferreira

*Fonte: Revista Claudia

Formas Arredondadas: “Super Cool”!

por Gigi Guzzo

sofá

Quando temos espaços físicos pequenos (bem pequenos!) e precisamos de alguns itens para colocar dentro, toda a imaginação e criatividade de um profissional Decorador ou Arquiteto, é fundamental.

Foi o caso dessa sala super pequena e com alguns desejos a pedidos dos clientes:
– sofá confortável com chaise-longue (espaço para a pessoa reclinar as costas e esticar as pernas)
– a cômoda de madre pérola não poderia sair da sala
– não esquecer da linda vista do 22a. andar de São Paulo

Levando em conta a presença de pequeno desvio, o sofá foi primeiro colocado no chão com fita crepe, para saber exatamente como ele ficaria. Aliás, este é um ótimo recurso quando você quer ver o espaço que o móvel vai ocupar no local, mesmo se plantas executivas forem feitas.

Pronto, um sofá com chaise-longue arredondada! No lugar perfeito, confortável e o melhor: com esta peça arredondada, dando uma pequena individualizada na sala no geral.

A cômoda permaneceu na sala e, de quebra, coloquei duas pequenas mesas laterais servindo como apoio de copos, pratos, etc.

À vista externa não foi afetada. Apostei no uso de cortinas rolo, que sobem totalmente deixando a janela livre.

Um puff na frente do sofá para outras pessoas colocarem os pés ou para receber uma bandeja com café. Nesta bandeja temos os controles da TV, localizada a frente do sofá.

E como surgem as ideias para Decoradores e Arquitetos? – Através de horas e horas na internet, pegando uma ideia de um lado e de outro. Neste caso, a ideia veio desse blog!

E com muitas dicas e ideias, as formas arredondadas estão em alta e posso até escrever: “Super Cool”!

A vantagem dos sofás e poltronas arredondados é que eles podem ficar levemente no meio das salas. Não precisam estar encostadas nas paredes.

As poltronas neste design cabem em qualquer lugar, mas vale destacar que sempre são um pouco maiores que as quadradas. Elas precisam de mais espaço para se destacar.  O legal desse design é que ele proporciona um layout mais despojado, seus móveis ficam muito bem em salas retangulares ou com portas bem no meio das paredes.

Nas varandas e áreas externas elas são puro charme! Que tal, comprou minha ideia?

Precisando de ideias, sugestões e dicas de como projetar seus móveis, entre em contato comigo, vou adorar trabalhar para você.

Bjs,
Gigi Guzzo

Batom marrom está na moda! Descubra qual tom ideal pra você

make7

Se você acha lindo maquiagens destacando um batom marrom bem forte, pode comemorar: depois de conferir as principais tendências para o próximo no São Paulo Fashion Week, uma coisa é certa: o batom marrom continua com força total em 2018.

Muitas celebridades já aderiram a esse toque de beleza, apostando no batom marrom inclusive em tapetes vermelhos. E não é à toa! A cor combina com qualquer tom de pele e deixa a make ainda mais linda e elegante.

Quer trazer o batom marrom para os seus looks? Antes de te mostrar qual é o tom perfeito para cada cor de pele, já adianto a primeira dica: deixe que ele seja o destaque da sua maquiagem, apostando em sombras mais neutras e abertas. Fica lindo!

Escolha o seu tom de marrom
Sabia que, assim como os tecidos, no mundo da maquiagem algumas cores também combinam melhor para determinados tons de pele? O batom marrom também entra nessa lista. Espia só.

Pele clara
Resultado de imagem para pele branca batom marrom

– Para não chocar demais o visual, prefira um tom mais puxado para o nude, sempre com um leve toque de rosa.
– Quer uma maquiagem mais forte? Carregue também no blush! Assim, você ilumina o rosto sem destacar apenas os lábios. Simples, né?
– Passe longe dos tons com fundo cinza, já que eles podem deixar sua make apagada e sem vida.

Pele morena
Resultado de imagem para negras de batom marrom

– Aposte principalmente em tons mais fechado e distantes do seu tom de pele para não criar a impressão de pele apagadinha.
– Use um lápis delineador um tom mais escuro que o batom escolhido para delinear os lábios e criar o efeito degradê. O truque é lindo e ainda cria a impressão de lábios mais grossos.

Pele negra
Resultado de imagem para negras de batom marrom

– Mulheres negras ficam lindas de batom. Para dar mais vida à make, o ideal é que ele seja bem escuro (em tons de chocolate e café) ou num tom de marrom bem clarinho, quase nude (o famoso caramelo, como esse da foto acima!)
– Passe uma leve camada de gloss labial sem cor por cima para deixar a maquiagem mais iluminada.
– O batom marrom com fundo vinho também é perfeito para a pele negra, deixando o visual moderno e sensual.
– Invista no toque matte e aveludado durante a noite e finalize o look com um iluminador poderoso na área dos olhos.

Pele oliva
AP_656259249012

– Pra sua sorte, todos os tons de marrom caem bem na pele oliva e estão liberados sem restrição.
– Para deixar a maquiagem ainda mais linda, prefira os tons mais quentes e corais.
– No dia-a-dia, o batom marrom claro de textura cremosa é uma ótima escolha, assim você cria uma make iluminada sem fazer o menor esforço.

E então, já escolheu um tom de batom marrom pra chamar de seu? E não precisa se preocupar: ele pode ser usado a qualquer época do ano, independentemente do evento. Um verdadeiro curinga!

Beijos,
Selene Ferreira

Aprenda o passo a passo para se filiar a um partido político

Palácio-do-Planalto-Brasilia-DF-31

Sempre comento aqui a importância da presença da mulher no âmbito político. Atualmente, o perfil dos filiados, no Brasil, é predominantemente masculino e na faixa etária de 43 a 58 anos. O número de jovens, então, não alcança nem um milhão. Alarmante, né?

O que faz esse número ser tão baixo, em muitos casos, se deve ao fato de que poucos sabem o que parecer para se filiar a um partido político. Pense bem: você saberia qual passo tomar?

Pensando nisso, reuni as principais dúvidas e abaixo ensino o que você precisa saber para se filiar a um partido político sem erro!

De olho nos pré-requisitos
Antes de mais nada, é preciso ter em mente que, para se filiar a um partido você precisa estar em pleno uso de seus direitos políticos. E você sabe quais são eles? Segundo a Declaração Universal dos Direitos Humanos (DUDH) de 1948, todos podem participar do governo de seu país, seja diretamente ou por meio de representantes livremente eleitos.

Dessa forma, tem direito ao voto:

Obrigatório: maiores de 18 anos;
Facultativo: analfabetos, maiores de 70 anos e jovens entre 16 e 18 anos;
Proibido: estrangeiros e alistados em serviço militar obrigatório

Pré-requisitos para o direito a ser votado

Ter nascido no Brasil;
Saber ler e escrever em português;
Ter o título de eleitor;
Morar no território da eleição;
Idade mínima: de acordo com o cargo eletivo;
Filiação partidária: no mínimo, seis meses antes da eleição;
Não ter perda ou suspensão de direitos políticos

Ao cumprir todas essas normas, qualquer pessoal pode se candidatar em uma eleição no país. Entretanto, é preciso ter em mente que existem regras internas para a escolha oficial de um candidato. Ah, e vale lembrar: existem duas exceções nas regras para a filiação de um partido:

1. Servidores públicos da Justiça Eleitoral devem exonerar-se do cargo para a filiação;
2. Militares, magistrados, membros dos tribunais de contas e do Ministério Público seguem prazos diferentes para filiação, conforme resolução do TSE.

Como escolher em qual partido se filiar
Agora é a hora de escolher qual será o seu partido. Aí, não tem jeito, só com muita pesquisa!

Pesquisa a história da sigla, quais causas ela defende e quais projetos já realizou
Procure entender como organizam os debates, quais eventos fazem parte do cronograma do partido e se o engajamento é online ou presencial
Leia o estatuto do partido e descubra quais são as regras para uma pessoa filiada. Existem direitos e deveres? Você concorda com eles?

Resultado de imagem para palacio do planalto

Vantagens e desvantagens de fazer parte de um partido
Para concorrer nas próximas eleições, sua inscrição deve ser registrada até 7 de abril de 2018 – tempo de sobra pra você organizar seus documentos e saber todos os detalhes sobre o partido que escolheu.

O bom de se filiar, é que você não precisa esperar tanto para se engajar aos projetos do partido. Você não só pode, como deve participar de discussões políticas e sociais importantes para o seu município, estado e até país, além de buscar saber sobre as ideologias do partido e se integrar com a militância de causas que você também defende.

Procure ficar por dentro dos calendários para inscrição e processos seletivos, como provas e até mesmo entrevistas e tenha em mente que, uma vez inscrita, você terá uma lista de deveres que deverá cumprir à risca. Sabia que alguns partidos pedem até uma contribuição financeira para manutenção interna ou a sua presença física em certas atividades? Será que você tem esse tempo disponível ou renda extra para investir? É preciso levar tudo isso em conta antes de se jogar nesse meio político.

Tendo todas essas informações em mente, será que o cenário político é mesmo pra você? Bateu aquela vontade de se filiar a um partido? Conte pra mim nos comentários!

Beijos,
Selene Ferreira

*Fonte: Politize

É indecisa? Aprenda já como tomar decisões mais assertivas!

indecisa

Não importa o tamanho da decisão que temos que tomar, ao se encontrarmos diante de duas (ou mais opções!) sempre bate aqueles segundos de insegurança. E o pior: nem sempre escolhemos o que seria o melhor pra gente.

Sabia que as decisões que tomamos diariamente, na maioria das vezes são influenciadas pela frequência dos nossos erros no passado, nossas emoções e até preconceitos? A boa notícia é que não precisa mais suar frio ao se ver diante de uma decisão importante. Abaixo, listei cinco estratégias infalíveis sugeridas por pesquisas realizadas em diversos países do mundo pra você só fazer escolhas assertivas e seguras a partir de agora. Aprenda já!

1. Reserve um tempo pra pensar
Pesquisas provam que somente uma fração de segundo antes de tomar uma decisão pode levar você a escolher a melhor opção. Portanto, na próxima vez que tiver que fazer alguma escolha, faça uma breve pausa e pense nos prós e contras de cada opção antes de se decidir. Agir por impulso é um risco muito grande!

2. Liste os prós e contras
E falando em prós e contras… essa tática antiga ainda é a melhor na hora de escolher o que fazer. Pegue um papel e uma caneta e anote lado a lado as vantagens e desvantagens de cada situação. Isso vai te ajudar a visualizar o que pode acontecer se você escolher o caminho A ou B. Sabia que, ao visualizar suas opções, você se permite a medir as consequências das suas decisões com mais clareza? E as vezes é exatamente isso que a gente precisa.

3. Controle seu stress
Um estudo publicado no “Current Directions on Psychological Science” descobriu que em situações de stress as pessoas estão mais propensas a prestar atenção às informações positivas e perdem o interesse nas informações negativas. O resultado? Ao tomar uma decisão sob stress, focamos apenas nos benefícios, ignorando as possíveis desvantagens. Respire fundo, conte até 10 e só então se decida.

4. Exercite sua inteligência emocional
Nunca ouviu falar em inteligência emocional? Ela é definida como “a capacidade de reconhecer e avaliar os seus próprios sentimentos e os dos outros, assim como a capacidade de lidar com eles”. Segundo um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Toronto, quem possui uma inteligência emocional maior, automaticamente toma as melhores decisões. Já quem tem níveis mais baixos de compreensão emocional tende a deixar a ansiedade influenciar até nas decisões mais simples do dia-a-dia. E não para por aí: a pesquisa indicou também que, ao tomar consciência de que sua ansiedade não está relacionada com o tema em questão, você consegue adiar o momento da escolha até que esteja focada em conquistar os melhores resultados.

5. Tente ver a situação com outros olhos
Não é segredo que muitas vezes nossas emoções atrapalham nossos julgamentos, seja no âmbito pessoal ou profissional. Tendo isso em mente, um estudo publicado pela revista “Psychological Science”, sugere observar o problema pela perspectiva de um estranho, como se você estivesse avaliando a situação “de fora”. No estudo, os pesquisadores descobriram que, principalmente quando os problemas são íntimos e afetivos, pensar neles como se você não fizesse parte da situação te ajuda a tomar decisões mais objetivas, claras e inteligentes.

E aí, o que você acha? Está pronta para colocar essas dicas em prática?

Beijos,
Selene Ferreira

Sônia Hess de Souza, presidente da Dudalina, conta como se consolidou num dos mercados mais competitivos do mundo

soniahessdudalina

“Filha, eu só vou voltar para casa quando vender a última camisa”. Veio da mãe, a frase que motiva Sônia Regina Hess de Souza, presidente da Dudalina – uma das marcas de camisarias mais famosas da América Latina – até hoje.

A frase foi um divisor de água para a empresária que, ainda menina, acompanhava a mãe em suas viagens atrás de compradores. Ali, ela entender que não deveria nunca desistir antes de alcançar suas metas”. E não é que deu certo?

Tudo começou quando, em 1957 Adelina Clara Hess de Souza (mãe de Sônia) e seu marido, o Duda, fizeram uma compra exagerada de tecidos para a loja que possuíam em Luiz Alves, cidadezinha em Santa Catarina. Surgiu, ali, uma vontade ainda maior de empreender da comerciante, que passou a produzir camisas com a ajuda das irmãs.

As vendas eram feitas em um caminhão pela região do Vale e Norte catarinense, dando origem à maior fábrica de camisas da América do Sul. Em 2003, Sônia assumiu a presidência da Dudalina após o falecimento de sua mãe. Desde então, afirma que ela é a sua grande inspiração e que não sai de casa se não for para ouvir um “sim”.

A maior herança da mãe, entretanto, veio da personalidade. Assim como Adelina, Sônia Hess de Souza é uma líder nata – qualidade que só se aprimorou quando a empresária tomou as rédeas da empresa.

A história de Sônia Hess na Dudalina
Dois anos e meio depois de assumir a presidência da Dudalina, Sônia Hess de Souza já havia elevado o faturamento em 50%. Como ela conseguiu? Superando a exaustão e trabalhando dia e noite a fim de transformar a fábrica região e familiar em uma referência para toda a América Latina.

Como resultado a marca é hoje uma empresa de altíssima rentabilidade num dos segmentos mais competitivos do mundo. Poderosa, não? “Eu não cheguei de fora para ocupar a presidência, já estava há 19 anos na empresa”, afirma a empresária à Revista Empreendedor. Ela conta ainda com o apoio direto de dois irmãos na direção da empresa – Renê Murilo, na diretoria de operações, e Rui Leopoldo, diretor de exportação. Deu pra notar como um histórico de longa data dentro da empresa fez toda a diferença!

Detalhes que fazem a diferença
Em 1974, Sônia Hess de Souza decidiu dar um passo a mais na carreira e foi para Barcelona, na Espanha, fazer uma especialização em confecção na Unyl, indústria do setor têxtil. Ao voltar para o Brasil, decidiu se mudar para São Paulo a fim de representar a Dudalina na capital paulista. “Minha mãe sempre falou que eu estava fazendo um estágio fora”, lembra Sônia.

E não é que ela tinha razão? As lições aprendidas em anos dentro da empresa, em conjunto com os cursos de especialização escolhidos pela própria Sônia, resultaram na mulher que ela é hoje. “Essa ideia [de assumir a presidência] não estava organizada na minha cabeça, mas foi muito bom”.

sonia2

Rotina de trabalho
Depois de se estabelecer em São Paulo, Sônia Hess de Souza não pensou mais em ir embora. Ao lado do marido, João Cruz Miranda de Souza e das filhas do parceiro, a empresária se vê numa rotina corrida, uma vez que viaja toda semana para a sede da empresa, em Blumenau, onde fica por três dias. Já, no resto da semana, ela prefere trabalhar no escritório instalado em São Paulo, começando o dia já às 7h e só dando o expediente por encerrado por volta das 20h.

O motivo para 13h diárias de trabalho? Sônia sabe vender como ninguém e nunca aceita um “não” como resposta. “Sem dúvida, a experiência como vendedora contribui muito para minha função. Vender é uma das coisas que mais gosto de fazer e, como diz Luíza Trajano (fundadora do Magazine Luíza), estamos sempre comprando ou vendendo alguma coisa”.

E se você também sonha em dominar a arte das vendas, vem de Sônia uma das dicas mais importantes par quem trabalha nesse meio: é fundamental gostar de pessoas! Sônia Hess de Souza lembra ainda é sua mãe, Adelina, será sempre o seu principal exemplo de empresária bem-sucedida. . “Ela é minha inspiração, uma pessoa forte que nunca deixou de olhar as pessoas envolvidas no negócio”, diz. Para Sônia e toda a direção da Dudalina, o modelo de gestão de pessoas é estratégico no sentido de transformá-la numa empresa diferenciada.

É dessa relação interpessoal tão bacana entre empresa e clientes que surgiu o slogan do qual Sônia tanto se orgulha: “Amor à camisa, amor às pessoas”. E em tempos de crise, a empresária garante seguir sempre em frente. “Não podemos nos deixar contaminar, minha mãe nunca falou em crise”. A experiência ensinou que não adianta reclamar. Afinal, como dizia sua mãe, é preciso trabalhar até que não haja mais nenhuma camisa na prateleira.

Viu só como trabalhar com vontade e amor, faz toda a diferença na busca pelo sucesso?

Beijos,
Selene Ferreira

*Fonte: Revista Empreendedor