Simples detalhes na decoração da sua casa fazem toda a diferença

por Gigi Guzzo

decoracao-sala-de-estar-brandaovarizo-3581-proportional-height_cover_medium

Olá, quando estou com um projeto em andamento, uma das minhas maiores preocupações é “resolver” todos os detalhes de cada ambiente. E olha que são muitos!!! Como sou bem organizada no meu trabalho, o uso de anotações em papel mesmo é o meio que uso independente das tecnologias atuais.

Com o método de escrever, menorizo rápido ficando bem mais claro e eficiente para mim. E todas as anotações são feitas em plantas para cada ambiente. Minha dica: Se você estiver fazendo um novo projeto, nas plantas de cada ambiente anote suas dúvidas, perguntas a serem feitas ao profissional que lhe atende. Assim será melhor para todos.

E como meu tema desse post de hoje são os detalhes, vamos a eles em cada projeto abaixo!

O charme das escadas! Que tal colocar uma toalha de mesa com um belo gorgurão como acabamento? Fica lindo e super charmoso. Abaixo, além do papel de parede, pequenas peças de madeira (apliques) são o suporte dos vasos. Adorei!!

No hall de entrada da casa, vale a pena projetar um armário para deixar de fácil acesso bolsas, casacos, mochilas das crianças e pastas de trabalho. É uma excelente dica para não esquecer nada na hora de sair.

Colocar nas paredes objetos que gosta e que tenham a sua cara são muito bem-vindos. Eu adoro quando os clientes usam peças e objetos simples, mas de bom gosto, exprimindo sua personalidade.

 Almofadas: pequenos detalhes, mas de grande efeito. Pode apostar sem medo!!

Repare na colocação de quadros com tamanhos e formatos diferentes em total harmonia na pequena cômoda ao fundo. Truque simples, mas de um efeito maravilhoso!

Mais um exemplo de como objetos totalmente diferentes num mesmo conjunto ficaram lindos e podem criar um visual interessante.

Cada pequeno detalhe, como um puff que vira mesinha de apoio, um arranjo de flores ou até uma cadeira única e diferente dão um toque a mais de capricho no seu ambiente. São esses pequenos detalhes, simples de colocar de colocar em prática, que não podem faltar nunca na decoração da sua casa ou escritório.

Dicas anotadas?

Bjs e até a próxima,
Gigi Guzzo

3 problemas comuns de cabelo pra você resolver rapidinho!

best-hair-serum

Se vira e mexe você acorda sentindo que seu cabelo está com aparência suja (mesmo tendo lavado na noite anterior), sem forma e com os fios rebeldes, bem-vinda ao clube! Você faz parte da grande parcela que vez ou outra sofre com o “bad hair day” – aquele dia em que seu cabelo parece não colaborar de jeito nenhum!!

Pensando nisso, separei os três problemas mais comuns que enfrentamos com o nosso cabelo todos os dias e, claro, trago soluções rápidas e fáceis pra você pôr fim à aparência sujinha ou mal arrumada de uma vez por todas. Ficou curiosa? Espia só!

Raiz oleosa
Quem tem o cabelo naturalmente oleoso sabe como é acordar todos os dias com a raiz com excesso de sebo e aparência de suja, mesmo que o comprimento dos fios ainda esteja limpinho. Bate um desânimo, né? E o pior: as horas de sono e o calor do travesseiro podem piorar (e muito!) o excesso de oleosidade. Um bom truque para camuflar a raiz oleosa é usando o bom e velho shampoo a seco. Além de fazer uma limpeza instantânea (mas superficial!) nos fios, ele elimina aquele aspecto de cabelo engordurado ou muito oleoso, principalmente no topo da cabeça. Só não se esqueça de cuidar bem do cabelo no dia seguinte, lavando os fios e fazendo uma hidratação poderosa, já que o produto tem um alto teor de álcool que pode gerar ressecamento. Para aplicar, dê uma distância de 20 centímetros dos cabelos e borrife o spray. Repita o processo em todo o cabelo e espere alguns minutos até que o fio absorva todo o produto. Em seguida, escove os cabelos. Assim, você elimina a aparência de fios duros e remove a camada branca do pó que pode ficar preso entre eles. Simples assim!

Cabelo sem forma
Seu cabelo é ondulado ou cacheado, mas nessa manhã ele parece não querer criar forma de jeito nenhum? Sem crise! Para arrumá-lo rapidinho (e sem precisar lavar!), tudo o que você precisa é fazer um coque bem volumoso no topo da cabeça e esperar algumas horas até solá-lo ou umedecer os fios com água termal ou mineral e aplicar um modelador de cachos enquanto amassa o comprimento com as mãos. Leave-ins líquidos e próprios para cabelos cacheados são ótimos pra criar esse efeito e, de quebra, ainda hidratam e recuperam o brilho dos fios. Bom, né?

Cabelo com frizz
Acordar com o cabelo armado ou cheio de frizz é mais comum do que se imagina, mas não precisa se preocupar. Uma pequena quantidade de óleos nutritivos bem espalhados em todo o cabelo (passe uma camada bem sutil na raiz para não deixá-la oleosa!) é o suficiente para assentar os fios rebeldes. Outra opção é apostar em penteados rápidos, como rabos de cavalo, coques e tranças. Que tal? Além de práticos, eles são lindos e criam um visual incrível!!

Dicas anotadas?

Beijos,
Selene Ferreira

Maria Elena Johannpeter: a mulher que incentiva o conceito de voluntariado no Brasil!

27/01/2015 - PREMIO EMPREENDEDOR SUSTENTAVEL 2015 - FOTO: FELIPE GABRIEL
(Foto: Felipe Gabriel)

Para Maria Elena Johannpeter o grande problema do brasileiro é não pensar no próximo. “O brasileiro é pouco voluntário. Doa dinheiro, roupas… e pronto!” Partiu daí a ideia de lutar, aos 68 anos, pelo aumento da produtividade das ONGs brasileiras e, mais ainda, incentivar a presença de mulheres na política do país.

A história de Maria Elena é bem especial. Se um dia ela passa horas pintando casinhas e muros em Porto Alegre, em outros instiga mulheres a enfrentar as urnas e se eleger a cargos públicos.  São essas ações que levaram Maria Elena Johannpeter a receber diversos prêmios, como a medalha Pacificador da ONU Sergio Vieira de Mello, oferecida pelo Parlamento Mundial para Segurança e Paz.

Nascida em Gravataí (RS), Maria Elena é de uma família simples que arrendava terras para plantar. Em entrevista à revista Cláudia, ela contou que se casou cedo e ajudou primeiro seu marido a estudar e não pôde ir à faculdade. “A vida é minha universidade”, diz. Casada há 22 anos com Jorge Gerdau Johannpeter – um dos empresários mais bem-sucedidos do país – ela é presidente da Parceiros Voluntários, que movimenta 3,8 milhões de reais por ano, possui 51 unidades, impacta 1,5 milhão de pessoas, 2,8 mil organizações não governamentais e 2 mil escolas. Incrível, né?!

À revista Cláudia ela contou que o ponto forte do seu trabalho é capacitar instituições de diferentes estados. “O país tem 290 mil ONGs. A maioria não sabe captar recursos e prestar contas. Elas precisam atingir a autossuficiência, ter uma gestão ousada e entender que, como unidades de negócios, devem se preocupar com produtividade e transparência”, afirma.

E foi através de tantos eventos e compromissos ligados a sua ONG que Maria Elena Johannpeter percebeu como o brasileiro é um povo solidário, mas pouco voluntário. “Lancei a ideia de disponibilizar tempo, conhecimento e emoção. Ao oferecer algo tão valioso, trago a causa para a minha vida, para dentro de casa” e continua: “A emoção do que ajuda desperta um sentimento parecido no outro, transforma ambos e traz ganho social”.

Maria Elena é ainda coautora de três livros e defende o conceito da Responsabilidade Social Individual, a RSI, “que ressalta talentos e aviva o verdadeiro valor interno”. Para ela, um maior envolvimento pode gerar, inclusive, mais recursos. Sabia que no Brasil são aplicados no terceiro setor apenas 2 bilhões de reais por ano? “O volume cresceria se, como nos Estados Unidos, o cidadão doasse como pessoa física. Ainda esperamos que o governo faça tudo. A cultura precisa mudar e as leis devem incentivar isso”.

Com fãs pelo Brasil todo, não é de se estranhar que Maria Elena Johannpeter seja perguntada constantemente se pretende disputar eleição. Mas ela se esquiva. “Já faço política. Chamo as pessoas para o autodesenvolvimento e a cidadania participativa. Só não estou atrelada a partidos. Nem quero”.

E você, como avalia o trabalho voluntariado no Brasil hoje? Concorda com Maria Elena? Conte pra mim nos comentários.

Beijos,
Selene Ferreira

Exercícios mentais para ser mais positiva em apenas cinco minutos!

CkgpFXgWkAA6EM6

É tanta coisa pra gente pensar todos os dias, né?! Contas da casa, dólar lá em cima, reuniões do trabalho, matricula da escola das crianças… Mas, não adianta: reclamar não vai fazer seus problemas se resolverem sozinhos!

Antes de sair de lamentando e correr o risco de se tornar uma pessoa desagradável de se ter do lado, é preciso manter e calma e ter em mente de que é possível, sim se tornar uma pessoa positiva, mesmo durante momentos de crise.

De acordo com Vera Martins, especialista em medicina comportamental e autora do livro “Tenha Calma!” (Editora Campus), quando permitimos que um pensamento negativo assuma o comendo, muitos outros se encadearão provocando um estresse excessivo.

Em seu livro, ela explica sobre a importância de desenvolver uma boa gestão emocional e diz ainda que o melhor é acalmar nosso sistema límbico (responsável no cérebro pelas emoções) para que o córtex pré-frontal (responsável pela razão) possa tomar decisões sempre assertivas.

A especialista ensina ainda técnicas para quem precisa se sentir uma pessoa positiva em poucos minutos. Interessada? Dá uma olhada abaixo.

Exercício de visualização para aliviar irritações:

1. Lembre-se de uma irritação moderada que você tenha tido.
2. Feche os olhos e certifique-se de que você tem um quadro claro da cena. Use todos os sentidos.
3. Sustente a imagem e sinta quaisquer mudanças que apareçam no corpo (tensão, ritmo cardíaco etc.).
4. Agora faça uma respiração profunda e relaxe os músculos. Inspire e expire vagarosamente.
5. Mantenha a irritação na mente, faça um quadro da raiva e sinta-a.
6. Repita o item 4 e relaxe.
7. Repita os itens 4 e 5 até a irritação tornar-se menos importante para você e de modo que administre seus sentimentos mais facilmente com o relaxamento.

Vera explica que, ao dissolver as irritações, você passa a visualizar momentos positivos e tenta dirigi-los ao corpo. Tenha consciência de que sua mente não sabe diferenciar o estado imaginativo do real, por isso, se você imaginar emoções positivas, poderá experimentar sensações reais de bem-estar.

Exercício para desenvolver um estado mental e emocional positivo:

1. Dê cinco razões que provem que você é uma pessoa que deve ser incluída nos relacionamentos com pessoas bem-sucedidas.
2. Faça a maior lista possível de suas competências, das coisas que você conhece e saber fazer.
3. Faça a maior lista possível de razões que mostrem que você é uma pessoa confiável e inspiradora.
4. Leia as listas de suas forças e virtudes até senti-las críveis e incorporá-las em seu comportamento.
5. Faça uma lista das coisas que você precisa melhorar. Encare suas fraquezas e decida o que fazer.
6. Faça um plano de ação para melhorar as fraquezas que você considera importante mudar para conquistar seus sonhos.
7. Aja.

Através dessa técnica, você promove a ativação do pré-frontal esquerdo, fortalecendo seu mapa neural com sinapses regadas por hormônios do otimismo, prazer e recompensa. Resultado? Você se torna uma pessoa mais positiva em poucos minutos. Simples assim!

Gostou? Que tal colocar esses exercícios em prática e se tornar uma pessoa mais positiva hoje mesmo?

Beijos,
Selene Ferreira

Cristiana Arcangeli ensina como fazer as pessoas amarem sua marca

shark_tank_0285_1600x900

Você já deve ter ouvido falar dela! Cristiana Arcangeli é empreendedora e atua no ramo de cosméticos desde 1986 – uma verdadeira fonte de sucesso e inspiração para quem busca ser bem-sucedida na área da beleza.

Considerada uma das mulheres que mais influencia e contribui para o mercado da beleza e bem-estar do Brasil, ela é a fundadora de marcas famosas como Phytoervas, Éh Cosméticos e Beauty In. Resumindo: Cristiana Arcangeli sabe o que faz!!

Num dos artigos escritos por Cristiana para o site da Endeavor – organização global sem fins lucrativos que tem a missão de multiplicar o poder de transformação do empreendedor brasileiro – a empresária explica que, além do crescimento e faturamento, há algo de emocional nos consumidores fiéis em grandes marcas mundiais.

Quer um exemplo? Todo ano a Interbrand publica um relatório que avalia as 100 marcas mais valiosas do mundo. No topo do ranking estão a Apple, Google e Coca-Cola, respectivamente. Dá uma olhada nas 16 marcas que lideram a pesquisa. Com certeza você conhece a maioria delas, senão todas.

ranking

Mas o que será que faz essas marcas serem tão amadas, valorizadas e lembradas, mesmo depois de anos? Para Cristiana Arcangeli, além do ponto de vista de business – que enxerga crescimento e faturamento – há algo de emocional nelas que faz o consumidor esquecer o racional e partir para um consumo instintivo e emotivo.

A empresária explica em seu artigo que o consumidor percebe quando a marca está voltada para atender as suas necessidades ou permitir seu crescimento. “Enquanto a Coca-Cola apela para campanhas que valorizam a felicidade, mas oferece um produto pouco saudável, a Apple se apressa em prever necessidades e colocar seu consumidor sempre à frente na tecnologia e design – pensando em usabilidade que transforme as ferramentas em algo fácil de usar”, diz.

Assim como outras marcas, a Apple e o Google focam suas campanhas, não apenas em mostrar as vantagens do seu produto, mas também se esforçam em oferecer o melhor para o consumidor e é essa característica, segundo Cristiana Arcangeli, que faz toda a diferença.

E quando o assunto é o mercado de beleza, como a própria empresária faz para atingir o emocional do seu público? “Procuro sempre inovar e oferecer algo inédito para o consumidor, que agregue algo para sua saúde, beleza e qualidade de ver”. Segundo Cristiana, é confortante saber que uma empresa está o tempo todo pensando na sua saúde e aparência e que, para tudo o que oferece, selecionará os melhores ativos, as embalagens mais diferenciadas e tecnologia de ponta.

Agora é hora de pensar? Como é que você pode tocar o emocional dos seus clientes e faze-los amar o seu produto? O primeiro passo é fazer bem feito, com valores claros e corretos, tendo sempre o consumidor como foco. Esses são, inclusive, o único caminho para uma marca ser amada e valorizada na opinião de Cristiana Arcangeli.

Concorda com ela?

Beijos,
Selene Ferreira

Dor nas costas? Conheça as causas mais comuns e aprenda como tratá-las!

use-lavender-to-treat-aches-and-pains-1024x768

Sabia que, de acordo com uma pesquisa  realizada pela Gesto Saúde e Tecnologia – que administra a saúde corporativa através de um grande banco de dados – em 2015, pelo terceiro ano consecutivo a dor nas costas (mais especificamente na região lombar) foi a campeã de atestados médicos e o principal responsável pelo afastamento de funcionários? Alarmante, né?

O que pouco se sabe é que o motivo da sua dor nas costas pode estar mais perto do se imagina. As mais simples, causadas por uma longa tarde de trabalho em frente ao computador ou de pé na mesma posição, podem ser facilmente resolvidas com uma boa série de alongamentos. Já as mais sérias, normalmente exigem tratamentos médicos, anti-inflamatórios e até exercícios de pilates ou RPG durante meses.

Uma pesquisa recente realizada no Reino Unido descobriu ainda que existem outros fatores, aparentemente inocentes, que podem agravar a nossa dor nas costas sem que a gente perceba. Quer saber quais são? Dá uma olhada abaixo e, principalmente, saiba como se prevenir!

1. Usar demais o celular
Pode parecer besteira, mas o nosso corpo (principalmente costas, cabeça e pescoço) não foi projetado para olhar para baixo por tantas horas. Por isso, não se espante se você sentir dor depois de passar muito tempo no Facebook ou Instagram. Nessa posição, nosso pescoço se flexiona e a postura incorreta gera inflamação nas costas, além de rigidez e tensão nos músculos.

Para acabar com o problema, uma boa saída é estipular um limite de tempo para usar tablets e smartphones. Ao invés de ficar horas conectada, tente acessar suas redes sociais várias vezes ao dia, mas por um período menor de tempo – no máximo meia hora. Outra sugestão é segurar o aparelho na altura dos olhos. Pode parecer incômodo, mas a ideia é eficiente para acabar com a sua dor nas costas.

2. Não se mexer e se alongar com frequência
A dica aqui não é só frequentar as aulas da academia. A pesquisa mostrou que quem trabalha em escritórios desenvolve mais dores nas costas do que quem faz trabalhos manuais. O motivo? No trabalho manual nos movimentamos, usamos nossas articulações e fortalecemos a coluna, reduzindo o risco de lesões. Já quem fica sentado o dia todo tem mais chance de enfraquecer os músculos, aumentando as chances de problemas de saúde.

Faça exercícios regulares para melhorar a força e a flexibilidade. Na hora do almoço, por exemplo, troque o carro, o ônibus ou o metrô até o restaurante por uma caminhada. Lembre-se também de fazer uma pausa a cada meia hora no escritório e se alongar um pouco, mexendo as articulações dos braços e pernas.

exercicios-para-fazer-sentada-na-sua-mesa-de-trabalho-2

3. Ficar constantemente estressada
Durante os picos de estresse os músculos das costas são os mais afetados uma vez que tendemos a flexiona-los quando estamos sob pressão. Se a sua agenda está constantemente lotada e essa dor acaba aparecendo todos os dias, esse ciclo vicioso ainda corre o risco de levar sua pressão arterial lá no alto, acarretando outros problemas de saúde.

Tente delegar algumas funções para dar uma aliviada na lista de compromissos e, se possível, agende uma massagem ou aulas de yoga no fim do dia para aliviar as tensões. Dormir cedo e com um bom travesseiro também ajudam (e muito!) a acordar com as energias renovadas e livre da indesejável dor nas costas.

4. Fumar
Ficou surpresa? Além de a posição “curvada” que você mantém enquanto fuma, os pesquisadores britânicos descobriram que o cigarro pode danificar o tecido da parte inferior das costas, diminuindo a circulação e reduzindo o fluxo de nutrientes para as articulações e músculos causando dor e desconforto.

Não adianta, o jeito é parar de fumar, mesmo que seja aos poucos. Atualmente existem diversas clínicas especializadas em tratamentos para fumantes, ou até mesmo adesivos e outros medicamentos que ajudam a reduzir a vontade de fumar até que você se livre do vício de uma vez por todas. Além de melhorar a dor nas costas, não vai demorar até sentir diversos outros benefícios à sua saúde.

Abrindo mão desses hábitos e corrigindo sua postura sempre que perceber estar sentando “errado”, não vai demorar até que a sua dor nas costas seja só uma lembrança.

Beijos,
Selene Ferreira

“A política não é atrativa para a mulher. Ela é um espaço machista”, diz Teresa Surita

teresa

Eleita para o quinto mandato com 79,39% dos votos para a prefeitura de Boa Vista (RR), Teresa Surita não mede as palavras na hora de opinar sobre o machismo na política, inclusive dentro do seu próprio partido, o PMDB. A prefeita acredita que é necessária uma mudança radical nos partidos a fim de incentivar as candidaturas femininas.

Única mulher no comando de uma capital, Teresa Surita afirma ser contra cotas para mulheres no Legislativo por achar a medida ineficaz, entretanto, ressalta a importância dos partidos incentivarem a participação feminina no âmbito político. “O PMDB é um partido machista. É só você olhar para o partido e ver que ele tem esse posicionamento”, disse em entrevista ao Huffington Post Brasil.

Na lista dos principais problemas enfrentados em seu governo, Teresa Surita cita a crise financeira e o grande número de refugiados venezuelanos. Dois grandes desafios! Mas, a prefeita aposta em um diálogo com o governo de Michel Temer para conseguir mais recursos, uma vez que afirma não ter mais onde cortar gastos na cidade. “Aí eu vou diminuir os programas sociais, não vou mais conseguir construir creches para aumentar as vagas… só se for esse tipo de corte”, diz.

Dá uma olhada nos principais trechos da entrevista de Teresa Surita ao Huffington Post Brasil. A prefeita abordou o papel da mulher na política brasileira, deu sua opinião sobre a reforma política e comentou de que forma a presença de refugiados venezuelanos tem influenciado no desenvolvimento de Boa Vista. Confira!

Boa Vista tem recebido um número expressivo de imigrantes, especialmente da Venezuela. Que medidas estão sendo adotadas de habitação, emprego, assistência jurídica e social?
TS:
Essa situação está grave. Eu procurei o governo federal. Houve uma reunião com o ministro Eliseu Padilha (Casa Civil), Alexandre de Moraes (Justiça), Raul Jungmann (Defesa), Defesa Federal, por causa da divisa que nós temos com Venezuela. Veio para cá uma comissão para avaliar essa realidade e ficou em seguida de marcar um outro encontro para ver como o governo federal pode ajudar (…) Isso é uma situação que está preocupando. Os números que nos chegam não batem. Já se fala em 50 mil venezuelanos ou mais de 30 mil porque é uma fronteira seca, então você não tem a condição de controlar com muito cuidado, como deveria. É uma fronteira que as pessoas podem entrar sem estar sendo legalizadas.

Na reforma política em discussão no Congresso, alguns deputados têm falado em tentar emplacar uma cota de mulheres para vagas no Legislativo e não só de candidaturas. A senhora apoia essa medida?
TS:
Não adianta ter a cota se você preenche apenas por preencher e porque está na Lei. Acho que é o que acontece hoje. Você exige x% de mulheres e essas mulheres vão ter suas candidaturas registradas, mas não vão fazer a campanha. Tanto que nesse ano 15 mil vereadoras não tiveram votos. A questão política com relação à mulher é ainda muito difícil de você trabalhar na questão de igualdade.

Acho que hoje a política não é atrativa para a mulher. Ela é um espaço machista. A mulher entra e é cobrada a ficar masculina, a ter gestos como hoje é visto na grande maioria dos homens. Você fala gritando, você se coloca de uma forma bruta. E eu acho que isso não tem feito com que as mulheres entrem na política, além da dificuldade de financiamento de campanha.

No Congresso é a mesma coisa. Os projetos que nos dão para relatar sempre têm o lado feminino. A economia, as grandes discussões sempre estão fechadas entre os homens. Existe um olhar que não é igual.

Imagem relacionada

Uma das primeiras imagens que o governo de Michel Temer passou foi ser composto por homens com experiência na política, sem mulheres em destaque. Isso simboliza que ainda há muitos avanços a serem feitos nessa área?
TS:
Isso chamou atenção porque a presidente Dilma tinha um número grande de mulheres. Mas isso é o que acontece naturalmente. Chamou atenção por causa da mudança que ocorreu e aí você acaba discutindo o que enxerga. Mas hoje se você pegar o Congresso Nacional tem 10% de representação (feminina). Para prefeita de capital só eu ganhei eleição, mas em 2012 também, então não mudou a realidade.

E não é fácil fazer política nos dias de hoje. Acho que estamos passando por uma transformação na política e a gente ainda não terminou essa etapa. Muitos políticos hoje evitam dizer que são políticos.

Os partidos fazem uma espécie de sabotagem financeira às candidatas femininas?
TS:
É. Acaba que as mulheres vêm mesmo mais para cumprir a cota. Você tem que ter muito voto, muito poder para você falar alguma coisa e aquilo ser mantido. É uma questão ainda que quando uma mulher ocupa um espaço sempre antes de qualquer coisa está que ela é uma mulher. Isso não só na política. O mundo é machista.

O que achou da entrevista? Concorda com as questões levantadas pela prefeita?

Beijos,
Selene Ferreira

7 atitudes práticas para blindar seu casamento da crise!

3-4

É preciso concordar: viver a dois não é tarefa fácil! Para que o convívio seja gostoso, é preciso abrir mão de algumas maneiras, relevar os defeitos do outro, respirar fundo e contar até 10 diante de tudo o que incomoda – inclusive da toalha molhada em cima da cama e da pasta de dentes aberta.

Dando uma olhada no livro do psicoterapeuta de São Paulo, Luiz Cuschnir, “Ainda Vale a Pena – Cultivar para manter os vínculos de amor” (Editora Academia), separei sete dicas práticas (e infalíveis!) para você blindar sua relação e manter seu namoro ou casamento bem longe de crises. Aprenda já!

1. Banheiros separados
Não dá pra negar que dormir junto é uma delícia, mas tem coisa melhor do que ter um banheiro para cada um? Com um banheiro só seu você tem espaço para guardar seus cremes, esmaltes, maquiagens, enquanto os homens, mais práticos, podem ficar com o lavado ou banheiro do quarto de hóspede. Esse espaço é fundamental pra você relaxar sem se preocupar se tem alguém na fila esperando para usá-lo. O especialista recomenda que, quem mora em um apartamento pequeno, faça um cronograma de uso alternado, dando a chance do banheiro se tornar um ambiente neutro.

2. Criem uma palavra-chave
Escolher uma “palavra de segurança” é uma boa maneira de “pausar” uma briga quando precisarem conversar sobre outro assunto, tomarem uma decisão ou simplesmente terem um momento de paz. Ela é uma boa ideia para aqueles dias em que vocês precisam esfriar a cabeça ou até mesmo refletirem sobre a causa do desentendimento, uma vez que ajuda a criar um distanciamento saudável e diminui a agressividade nas palavras e atitudes. Com ela, você manera o tom de voz e até pensa duas vezes antes de fazer um comentário ofensivo.

3. Nada de briga durante as refeições
Muitos casais só se encontram depois do trabalho, então é importantíssimo que o momento da janta, por exemplo, seja um tempo de paz e qualidade. Qualquer discussão só deve ser feita depois da sobremesa. O especialista sugere ainda que, durante a refeição, somente assuntos amenos sejam debatidos, como um filme, livro ou notícias de amigos. A atitude ajuda a descontrair, relaxar e até organizar suas ideias e se preparar para o momento em que terão que enfrentas as diferenças.

4. Divida as tarefas da casa e outras coisinhas mais
Já faz tempo que lavar, passar e cozinhar eram tarefas exclusivamente da mulher. Sentem juntos para dividir as funções domésticas, de maneira que o esforço seja igual para os dois. Cuschnir lembra ainda que, ao sugerir que você lave a louça da refeição preparada pelo parceiro mostra zelo e cuidado. “É quase como dizer um ‘eu te amo’”, diz.

Essa divisão vale também para questões mais simples, como o horário para irem dormir, a quantidade de luz do quarto ou temperatura do ar-condicionado. O psiquiatra lembra que esse tipo de atitude é importante para estabilidade psíquica, uma vez que interfere diretamente no bom andamento da relação. Cuidar do cheiro da roupa de cama, por exemplo, cria um clima de romance e mostra aproximação e cumplicidade.

1.9814441

5. Crie um mantra
Que tal inventar uma frase para repetir a si mesma (mil vezes, se necessário!) quando se sentir irritada ou incomodada com alguma atitude do parceiro? “Foram as diferenças que nos aproximaram” é uma boa sugestão! Lembre-se que ele não é nem melhor, nem pior que você por ter ideias ou gostos diferentes. O especialista compara um relacionamento com um complexo jardim que deve ser regado diariamente e aparado para eliminar os pequenos espinhos que crescem da noite para o dia.

6. Você é esposa, não professora
Nada de agir como uma professora ou mãe do seu parceiro. Além do cuidado e zelo, é preciso trabalhar também na busca pela intimidade e afeto. Ao cuidar demais, querer ensinar demais ou impor regras demais, você sufoca o outro e tira dele sua individualidade. Para o relacionamento dar certo seu marido ou namorado precisa sentir que tem papel importante nessa relação a dois.

7. Durmam de bem
Nunca, nunca mesmo vocês devem dormir sem ter feito as pazes após uma discussão. Pode levar horas e até tirar um pouco do seu sono, mas é melhor resolver as diferenças imediatamente do que ir para a cama remoendo as mágoas. Entretanto, Cuschnir alerta para a importância de não tomar o momento na cama uma invasão. Segundo o especialista, a reconciliação está associada a um contato físico que ocorrerá quando dormirem. Isso pode levar a uma relação sexual cheia de constrangimentos se algumas diferenças ainda não tiverem totalmente resolvidas. Por isso, nada de forçar a barra. O momento das pazes deve acontecer com calma e naturalidade.

Gostou das dicas?

Beijos,
Selene Ferreira

Ewoé é destaque no programa Pequenas Empresas, Grandes Negócios

selene

Como é bom ver nosso esforço e trabalho reconhecidos e, principalmente, se tornando fonte de inspiração para outras mulheres, né?! Por isso, não pensei duas vezes antes de participar de uma matéria muito bacana realizada pelo programa Pequenas Empresas, Grandes Negócios – da Rede Globo.

Em entrevista, contei como surgiu a ideia de criar a Ewoé – primeira microfranquia da América Latina voltada para o tratamento dos cabelos à domicílio.

A matéria mostrou ainda um pouco do dia-a-dia da Maria Eduarda Paiva – microfranquiada da Ewoé que, com um investimento inicial de R$ 700, hoje já consegue faturar R$ 4.000 por mês com a sua cartela de clientes.

duda

E o segredo do seu sucesso não é à toa! A Ewoé une a praticidade do pequeno investimento, com produtos de altíssima qualidade (todos da rede Soho), serviço a domicílio e valores bem mais em conta se comparados ao de um salão físico. É ou não é opção perfeita para as empreendedoras que desejam se recolocar no mercado de trabalho?

Aperte o play e confira a matéria completa publicada no site do programa Pequenas Empresas, Grandes Negócios!

https://www.youtube.com/watch?v=KmbR9XFqii4

Bacana, né?! Uma satisfação poder contar um pouco mais sobre essa minha ideia de negócio que tem dado tão certo. No site da Ewoé você conhece um pouco mais à fundo cada um dos nossos produtos e serviços. Dá uma passadinha por lá!

Beijos,
Selene Ferreira

E lá vem elas: as gostosas salas de jantar!

por Gigi Guzzo

DJOGgWRW4AAiovk

Salas de jantar: Grandes, médias, pequenas… não importa o seu tamanho, o que vale é que ela seja um ambiente delicioso para você passar horas desfrutando de bons alimentos, boa companhia e agradecer por tudo…

E quando escrevo agradecer, quero deixar você pensar no quanto é importante este ato de se alimentar, conviver com seus familiares ou amigos neste momento “sublime”. Apesar de que, muitas vezes, é na hora das refeições que as pessoas resolvem “arrumar o mundo” colocando sua opiniões que muitas vezes são totalmente ao contrário dos demais.

Tente deixar uma atmosfera mais tranquila nessas horas e se você é for dona da casa, pegue sua ” varinha do poder” e mude de assunto de imediato. Para essa tal atmosfera, nada melhor do que ter uma sala bem decorada. Escolha a sua:

Acima, o living está integrado com a sala de jantar e, se você reparar, temos uma divisória do lado esquerdo separando a porta da entrada com ela. Porque, na verdade, é muito chato as pessoas entrarem e darem de cara com a mesa de jantar.

Já nessa sala pequena, usei de recurso espelhos na parede ao fundo para ampliar o espaço. E, com um super lustre – que será refletido nos espelhos – tudo vai crescer com ele acesso.

Living Room + Sala de Jantar no mesmo espaço! Neste caso, abrimos a varanda para as salas. Tudo ficou maior e muito mais útil.

Cores claras e suaves é super indicado para ter uma atmosfera mais agradável.

Capas de cadeiras, super indico!!

Bancos: um recurso bárbaro quando o espaço é restrito, deixando assim a circulação perfeita.

O uso de cadeiras e sofás é um super charme! Abaixo, mais uma dica de bancos. Faça uso, você vai adorar!

Bom apetite na sua nova decoração. Essas salas de jantar são uma verdadeira inspiração!
Fique bem, e nos vemos no próximo post com mais novidades, dicas e tendências.

Gigi Guzzo